Tudo o que você precisa saber sobre o Coronavírus

Tudo o que você precisa saber sobre o Coronavírus

Em: 3, março, 2020

Categoria: Saude

Nos últimos meses o mundo anda assustado com o novo coronavírus e a rapidez que ele está se espalhando. A epidemia está se aproximando dos 2.996 mortos para mais de 87.000 casos em 64 países – incluindo quase 80.000 casos e 2.870 mortes na China, onde a atividade econômica está em grande parte paralisada desde o final de janeiro em razão das medidas anti-contágio. A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o coronavírus é uma emergência de saúde internacional.

Mas afinal, o que é o coronavírus?

O coronavírus pertence à família de vírus chamada Coronaviridae, o nome é por causa do seu formato circular e de coroa. Os primeiros coronavírus foram identificados em meados da década de 1960 e possui variações que vão desde um vírus simples que apenas causa gripe e outros com maiores riscos à saúde. O novo vírus é apontado como uma variação da família coronavírus, seu nome científico é 2019-nCoV, e tal mutação que teria o originado ainda não é conhecida.

Outras variações mais antigas de coronavírus são conhecidas pelos cientistas, como SARS-CoV, que veio de felinos para humanos e causa Síndrome Respiratória Aguda Grave (e infectou mais de 8000 pessoas, deixando 800 mortos em uma epidemia em 2002) e MERS-CoV, que causa a Síndrome Respiratória do Oriente Médio, vindo de dromedários para humanos.

Quando tudo começou?

No mês de dezembro do ano passado, uma pneumonia de causa desconhecida começou a se espalhar por Wuhan, metrópole da China, e o primeiro caso de morte foi esse ano em janeiro. Desde então, vem se espalhando por outros países, são eles: Estados Unidos, Canadá, Austrália, Camboja, França, Alemanha, Japão, Malásia, Nepal, Sri Lanka, Cingapura, Tailândia, Coreia do Sul, Emirados Árabes, Vietnã, Finlândia, Índia e Filipinas (entre outros que ainda esperam confirmação).

Como o vírus é transmitido?

A transmissão ocorre, em geral, por via aérea, por meio de gotículas expelidas na respiração ou contato direto ou indireto com secreções. O vírus é contraído por humanos pelo contato com outras espécies, a principal suspeita do animal que deu início é a cobra (o morcego também é investigado como possibilidade). Os cientistas suspeitam que o início foi por meio de uma sopa de morcego e carne de cobra.

Quais os sintomas?

Até agora os sintomas detectados foram febre, tosse, dificuldade em respirar ou até mesmo falta de ar. Além dos casos mais graves, que contam com pneumonia, insuficiência renal e síndrome aguda grave.

Como prevenir?

Até o momento, os casos mais severos não possuem nem vacina e nem cura. Mas existem formas simples de se precaver, como: a higienização constante das mãos (principalmente antes de consumir algum alimento), cobrir a boca ao tossir ou espirrar, lavar as mãos após tossir ou espirrar, manter os ambientes bem arejados e ventilados, não compartilhar objetos de usos pessoais, evitar contato com pessoas que apresentam algum tipo de sintoma ou que está com algum resfriado. Na China, obviamente a prevenção está sendo mais rígida, como uso de máscara, proibição da circulação em vários locais com suspeita do vírus e outros meios de prevenção. Apesar de não existir ainda vacina, alguns países como a China e a Rússia já iniciaram estudos para a criação de uma vacina para o vírus, e pesquisadores já chegaram em uma, mas ainda deve ser testada em animais para passar os teste para humanos, o que deve demorar ainda 1 ano.

Cuidado com as Fake News sobre o Coronavírus

Instruções para viajantes

Manual de Biossegurança para a Covid-19 (CRO-SP)

O CRO-SP lançou em abril/2020 um manual de biossegurança para orientar adequações técnicas na odontologia em relação a Covid-19. Conteúdo produzido pelo Grupo de Trabalho de Biossegurança do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo.

[Clique para baixar o Manual de Biossegurança para a Covid-19]

Recomendações da ANVISA:

 

Cartilha do CFO para dentistas:

 

Oficio CFO 16/02/20

Ministério da Saúde lança campanha de prevenção ao Coronavírus

Você pode obter mais informações sobre prevenção e ajudar a divulgar para mais pessoas. Basta acessar o site do Ministério da Saúde e compartilhar os conteúdos com seus amigos e família. Clique aqui para acessar todo o conteúdo!